• Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black

AGCTUR © 2018 

CACHOEIRA PAULISTA

A origem do nome Cachoeira Paulista deve-se ao fato de o Rio Paraíba ser encachoeirado após o pontilhão de Ferro da MRS Logística (antiga Estrada de Ferro Central do Brasil). As primeiras edificações eram miseráveis choupanas de pobres sertanejos, na sua maioria pescadores das margens do Rio Paraíba.

O município de Cachoeira Paulista tem uma área de 288 Km², uma população aproximada de 31.000 habitantes, sendo mais de 5 mil na zona rural e o restante na zona urbana. A população é de nível social médio.

Os momentos mais históricos de Cachoeira Paulista deram-se em 1932, durante a Revolução Constitucionalista. Nessa época, o município transformou-se na mais importante praça de guerra, tornando-se o Quartel General do Movimento Constitucionalista. Após a Revolução de 32, Cachoeira Paulista continuou seu crescimento, vivendo sempre em fase de expansão, introduzindo novos itens à agricultura, ao comércio, e posteriormente à indústria. A cidade já viveu de plantações de café, das ferrovias, e hoje pode ser classificada como uma cidade turística tem a vocação para o ecoturismo e o turismo religioso. Atraídos pela Canção Nova e a Igreja de Santa Cabeça, pessoas do Brasil inteiro visitam a cidade que recebe mais de 1 milhão de turistas ao ano.

Comunidade

Canção Nova

A Comunidade Canção Nova é uma comunidade católica fundada em 1978, por Monsenhor Jonas Abib, que, movido por uma inspiração de Deus, lançou o desafio: “Quem queria dar um ano de vida para Deus, para viver em comunidade?”. Doze jovens aceitaram o desafio!

A Comunidade Canção Nova tem a missão de evangelizar, comunicar Jesus e a vida nova que Ele veio trazer.

Possuir várias emissoras de rádio espalhadas pelo Brasil, conta com uma emissora de TV que cobre todo o território nacional via satélite. A Canção Nova promove eventos em todo o Brasil, como shows, retiros, encontros, acampamentos de oração, e tem também uma linha de produtos para evangelização diversificada: livros, CDs, DVDs, vestuário, entre outros produtos.


A sede também abriga capelas, posto médico, escola, restaurante, padaria, lanchonete, postos bancários, lojas de artigos religiosos, pousada, área de camping, prédios administrativos e obras sociais.

​​Tempo aproximado de visitação: 2h

Santuário

do Pai das 

Misericórdias

Em 2007, durante o acampamento Hosana Brasil, foi lançada a pedra fundamental na construção do Santuário Pai das Misericórdias e em Julho de 2008, deu-se início a colocação das vigas e colunas. O Santuário foi sendo construído através da doação de ouro e de orações. Em 2011, no dia da exaltação da Santa Cruz, o símbolo do cristianismo foi erguido no topo da igreja, e foi neste ano também que a igreja passou a ser chamada de Santuário Pai das Misericórdias. Em Dezembro de 2014, foi o dia da dedicação do Santuário, e desde então, milhares de pessoas passam todos os anos, para participar das missas e orações que acontecem em vários momentos do dia.

​​Tempo aproximado de visitação: 40min à 1h

Santuário

Santa Cabeça

A cabeça de uma Santa foi recolhida na rede de pescadores do rio Tiete, mais ou menos em 1.885. Os pescadores deram a cabeça a um negociante. Este, viajando por Vila de Silveira, presenteou a amiga Joanna de Oliveira com a Santa.


Após algum tempo, Joanna mudou-se para Jatahy, bairro de Cachoeira Paulista, onde angariou fundos e construiu a primeira capela.


Em 26 de agosto de 1.928, inaugurou a atual Igreja de Santa Cabeça, construída por católicos de Cachoeira Paulista e o vigário, numa grande campanha e com sucesso.


Todo o domingo às 9:30 hs acontece a celebração da Santa Missa onde fiéis vão pedir e agradecer suas graças.
E no segundo domingo de dezembro, acontece a grandiosa festa de Santa Cabeça, com a tradicional procissão dos fiéis saindo da Paróquia Santo Antonio até Santa Cabeça.

​​​Tempo aproximado de visitação: 1h